O Instituto Latino-Americano de Governança e Compliance Público (IGCP) acaba de formatar o seu o Programa de Integridade, que tem como objetivo fortalecer a sistematização e aperfeiçoamento dos instrumentos já existentes na organização, para atuarem na prevenção, detecção, punição e remediação de práticas de corrupção e fraude. 

O presidente do IGCP, Ricardo Todeschini, explicou que o Programa de Integridade é importante para o cumprimento dos seus objetivos e seu propósito como organização que dissemina as boas práticas de governança e compliance. “O nosso programa deve ser lido e compreendido como um conjunto de normas, procedimentos e ações que auxiliam na construção de um ambiente íntegro, ético, transparente e com foco na entrega de valor aos stakeholders, buscando sempre o aprimoramento de seus pilares de prevenção, detecção e respostas em todas as ações e parcerias”, comentou o presidente da instituição.  

A consultora jurídica e compliance officer do IGCP, Ana Massa, apontou que o programa foi construído com esforço de todos os colaboradores do IGCP por meio da análise de cenários e identificação de riscos. “Ele foi elaborado com o intuito máximo de conferir a transparência adequada e de salvaguardar os interesses de todos aqueles que têm relação com o IGCP e, em especial, de promover a cultura da integridade na gestão interna, uma vez que compatível com os anseios do instituto e a própria razão de ser do IGCP”, disse Massa.  

E acrescentou: “O Programa de Integridade consiste no adequado e constante aperfeiçoamento da gestão interna, e a adoção perene da prevenção como maior forma de mitigação de riscos, contando ainda com medidas institucionais estruturadas para detecção e responsabilização, acrescida de planos de ações estruturados para remediar as práticas de corrupção e fraude, de irregularidade e de outros desvios éticos e de conduta, que não se amolda, de forma alguma, aos valores e a missão do IGCP”.  

A compliance officer disse ainda que o auxílio desse programa está em dar transparências às ações de governança e compliance do instituto, e mostrar aos parceiros e à sociedade civil que a integridade, papel da liderança institucional, bem como, a adoção de estratégia e de controle fazem realmente parte do DNA da instituição. “O IGCP realmente acredita que a governança e o compliance, andam lado a lado e são a única forma de levar a ética e a responsabilidade no trato com as entidades públicas e privadas, permitindo a efetiva entrega de valor nas relações institucionais”, relatou.  

Segundo o coordenador de projetos do IGCP, Sérgio Reis, o principal diferencial, em relação a outros projetos, é que o programa da entidade visa orientar os colaboradores sobre como lidar com as regras da organização, no contexto da política, ética, conduta, propondo a integridade da pessoa e da instituição. 

Além de evitar perdas financeiras, o plano pode ajudar também as organizações a manterem a confiança e a credibilidade junto aos parceiros do IGCP. “Benefícios que, por meio dos procedimentos e ações, auxiliarão os colaboradores e terceiros quanto aos caminhos que devem percorrer no combate às irregularidades”, explicou o coordenador de projetos do IGCP.  

O membro do Conselho Fiscal do IGCP, Luiz Gustavo Wiechoreki, ressaltou a relevância do programa de integridade para a entidade. “É de vital importância para o instituto, já que o principal produto é a governança e o compliance. É muito válido manter a credibilidade junto aos parceiros, e o mesmo vale para o conselho fiscal, que tem a missão de passar confiança para os membros”, concluiu.  

           

Pilares da integridade 

1. Comprometimento da alta gestão e estabelecimento de regras e diretrizes para todo o organismo do IGCP;  

2. Análise de riscos contínua;  

3. Autonomia da instância responsável pelo Programa;  

4. Monitoramento contínuo. 

Acesse o Programa de Integridade,clique aqui.

Assessoria de imprensa do IGCP  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *