O Instituto Latino-Americano de Governança e Compliance Público (IGCP), em parceria com a Confederação Nacional do Transporte (CNT), promovem curso de “Governança, Compliance, Gestão de Riscos com ênfase na Infraestrutura e no Transporte”. O programa tem como intuito capacitar os profissionais (líderes e gestores de empresas associadas à CNT) para  atuação integrada em boas práticas de governança, compliance e gestão de riscos (GRC).

Oferecido no Programa Nacional de Aperfeiçoamento, o curso é divido por módulos, de natureza livre, híbrido, com previsão de 160 horas.

De acordo com José Luis Vidal, coordenador do Programa, o IGCP desenvolveu um curso de excelência fundamentado na velocidade em que o mundo cooperativo tem vivenciado as transformações nos últimos anos, exigindo cada vez mais das lideranças e a capacidade de desenvolver novas habilidades.

“Nosso propósito será aproximar o associado da CNT ao entendimento da agenda da governança e compliance, com ênfase na gestão dos riscos, conhecimento do setor de transporte e dos novos riscos que se apresentam em função da exigência deste novo mercado. Da percepção em relação ao esgotamento dos paradigmas utilizados até então que inúmeras vezes já se mostram incapazes de escutar e explicar as novas práticas sociais, financeiras e econômicas”, disse Vidal.

Ele acresceu que o comprometimento com o meio ambiente não é mais uma opção, e sim pré-requisito de sobrevivência na nova forma de fazer negócios. “A complexidade dessas pautas não possibilita uma mensuração cartesiana, exigindo sensibilidade e um maior conhecimento dos tomadores de decisão. E é baseado nisso que pretendemos que os participantes desse programa passem a ter uma visão sistêmica das questões de governança e compliance, relacionadas aos riscos e oportunidades, diretas e transversais”, explicou o professor.

Já Marcio Medeiros, outro professor do programa, disse que o curso vai servir como um ambiente de debate, apresentação de insights, mecanismos e ferramentas que subsidiem o processo de tomada decisão embasadas e integradas nas boas práticas de governança, compliance e gestão de riscos (GRC). “O objetivo da capacitação é construir uma aprendizagem de modelos e teorias, visando despertar a crença e entendimento de como a governança direciona a gestão para colocar em prática a estratégia.  Além disso, será abordada a importância da integridade para assegurar que o valor gerado trata adequadamente as incertezas e promove o comportamento íntegro, justo e ético”, ressaltou. 

Módulos

Segundo o Professor Marcio Medeiros, a capacitação é dividida em três módulos.  O módulo I abordará sobre governança e compliance, apresentando os requisitos e elementos básicos de uma boa governança e de um programa de compliance. “Primeiramente conhecer os conceitos básicos e as teorias econômicas que fundamentam a governança corporativa, identificar a importância de propósito e os arranjos e papéis em uma organização. Em seguida, a abordagem sobre a integridade, teoria sobre fraude e corrupção e influência de internalização de uma cultura de resultados com respeito às regras, ética e valores organizacionais”, explicou.

Já o módulo II abordará sobre a gestão de riscos com ênfase na logística e transportes. A importância do planejamento logístico, melhores prática e os riscos de não o fazer. “É apresentada toda fundamentação de gestão de riscos, os principais frameworks, apetite e tolerância aos riscos. Qual é o limite de risco que a organização está disposta a correr versus sua expectativa de resultados?”, explicou o professor. 

O módulo III tratará da identificação dos riscos e sua efetiva aplicação no ambiente de infraestrutura e transporte, descrevendo a gestão de riscos e indicadores, eficiência, eficácia e efetividade. A gestão por resultados conhecida pelos termos em inglês “Management by Objectives” (MBO) ou “Management by Results” (MBR). 

Assessoria de imprensa do IGCP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.